MODELO DE RELATÓRIO INDIVIDUAL

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Neste período de final do ano letivo,todos ficamos sobrecarregados de como vamos fechar o bimestre,os RELATÓRIOS....Bem aqui esta algumas dicas que em minhas pesquisas fiz uma boa coletânea.Espero que gostem.


         CENTRO EDUCACIONAL GIGLIANE PEREIRA

                        RELATÓRIO INDIVIDUAL DO ALUNO

Turma:___________________
Profº :_______________________
Aluno:________________________________________

                                        LINGUA PORTUGUESA


LEGENDA:
A.E (atende as expectativas)
N.A.E. (não atende as expectativas)
A.P.E (atende parcialmente as expectativas)

DESCRIÇÃO
HABILIDADES
LEGENDA
APRECIAÇÃO DE TEXTOS LITERÁRIOS
O ALUNO SE ATENTA A ESCUTA  DA LEITURA REALIZADA PELO PROFESSOR E/OU COLEGAS.
O ALUNO FAZ COMENTÁRIOS SOBRE A TRAMA, PERSONAGENS E CENÁRIOS DAS HISTÓRIAS LIDAS PELO PROFESSOR
RECONTA  HISTÓRIAS OUVIDAS RECUPERANDO A LINGUAGEM ESCRITA UTILIZADA PELO AUTOR
NA LEITURA COMPARTILHADA E NA ANÁLISE DE TEXTO,  O ALUNO É CAPAZ DE COMPREENDER O ASSUNTO, FAZENDO COMPARAÇÕES COM OUTROS TEXTOS LIDOS, SE APROPRIANDO DA LINGUAGEM ESCRITA, OBSERVANDO OS RECURSOS LINGÜÍSTICOS UTILIZADOS PELO AUTOR, ETC
LEITURA
O ALUNO FAZ EMPRÉSTIMOS DE MATERIAIS DO ACERVO DE LEITURA ESPONTANEAMENTE
FAZ O AJUSTE DA FALA COM A ESCRITA DE TEXTOS QUE SE SABE DE MEMÓRIA
UTILIZA-SE DAS ESTRATÉGIAS DE LEITURA PARA BUSCAR RESPOSTAS EM ATIVIDADES COM BANCODE PALAVRAS, LISTAS, CIRCULA PALAVRAS DITADAS PELO PROFESSOR
LÊ COM AJUDA DO PROFESSOR, DIFERENTES GÊNEROS TEXTUAIS, DIFERENCIANDO SUAS CARACTERÍSTICAS
LÊ POR SI SÓ, TEXTOS CONHECIDOS: PARLENDAS, TRAVA-LÍNGUAS, QUADRINHOS, MANCHETES DE JORNAL,RÓTULOS, LISTAS, ETC
FAZ LEITURA COM AUTONOMIA
O ALUNO É CAPAZ DE COMPREENDER O ASSUNTO, FAZENDO COMPARAÇÕES COM OUTROS TEXTOS LIDOS, COMPARTILHANDO SEUS PONTOS DE VISTA
O ALUNO COMPREENDE OS DIFERENTES PROPÓSITOS DE LEITURA: LER PARA ESTUDAR, LER PARA SE DIVERTIR, LER PARA PESQUISAR, LER PARA COMPARTILHAR, ETC
ESCRITA
RECONHECE, USA E RECITA AS LETRAS DO ALFABETO
UTILIZA A ORDEM ALFABÉTICA EM ALGUMAS DE SUAS APLICAÇÕES SOCIAIS (AGENDA TELEFÔNICA, DICIONÁRIO, LISTA DE NOMES, ETC)
UTILIZA AS LETRAS MÓVEIS, JUSTIFICANDO PARA SI E PARA O OUTRO AS ESCOLHAS FEITAS, MESMO QUE AINDA NÃO SEJA DE FORMA CONVENCIONAL
COMPREENDE O FUNCIONAMENTO ALFABÉTICO DO SISTEMA DE ESCRITA. ASSINALE SUA HIPÓTESE DE ESCRITA:
ALFABETIZADO                                                  (    )
ALFABÉTICO                                                       (    )
SILÁBICO-ALFABÉTICO                                     (    )
SILÁBICO COM VALOR SONORO                     (    )
SILÁBICO SEM VALOR SONORO                     (    )
PRÉ-SILÁBICO                                                    (    )
ESCREVE TEXTOS QUE SABE DE MEMÓRIA (O TEXTO FALADO E NÃO A SUA FORMA ESCRITA), CONFORME SUA HIPÓTESE DE ESCRITA
FAZ REESCRITA DE PRÓPRIO PUNHO E/OU EM PARCERIA.
REESCREVE HISTÓRIAS DITANDO PARA O PROFESSOR OU COLEGA, HISTÓRIAS CONHECIDAS, CONSIDERANDO ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DA LINGUAGEM ESCRITA DO TEXTO.
ESCRITA
PRODUZ TEXTOS DE AUTORIA DE PRÓPRIO PUNHO
PRODUZ TEXTOS DE AUTORIA NECESSITANDO DE ESCRIBA
PRODUZ TEXTOS DIFERENCIANDO OS GÊNEROS TEXTUAIS
FAZ REVISÕES DE TEXTOS INDIVIDUALMENTE
FAZ REVISÕES DE TEXTOS MESMO QUE SEJA COLETIVAMENTE E/OU ORALMENTE
O ALUNO FAZ REFLEXÃO DA ORTOGRAFIA REGULAR E IRREGULAR
EM PRODUÇÕES ESCRITAS, O ALUNO FAZ USO DO SISTEMA DE PONTUAÇÃO
NAS PRODUÇÕES ESCRITAS O ALUNO FAZ USO DA SEGMENTAÇÃO
ORALIDADE
O ALUNO PARTICIPA DE INTERCÂMBIO ORAL (RODA DE CONVERSA, RODA DE BIBLIOTECA, RODA DE CURIOSIDADE)
O ALUNO CONSEGUE INDICAR LIVROS LIDOS, COMPARTILHANDO CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS EM RODAS DE CONVERSAS
CONSEGUE ESPERAR SUA VEZ DE FALAR PERMANECENDO DENTRO DO ASSUNTO DA CONVERSA
CONSEGUE ELABORAR PERGUNTAS DENTRO DOS ASSUNTOS TRATADOS
ELABORA SUA FALA ADEQUANDO-A DIFERENTES INTERLOCUTORES

OBS GERAIS:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________





________________________________________
                         PROFESSOR


                                                         ______________________________________________
                                                                                                 RESPONSÁVEL

Momento Literatura

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Perfeito


Mario Quintana

..."Não quero alguém que morra de amor por mim… Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando. Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim… Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível… E que esse momento será inesquecível… Só quero que meu sentimento seja valorizado. Quero sempre poder ter um sorriso estampado em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre… E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor. Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém…e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto. Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho… Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele. E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo. Não quero brigar com o mundo, mas se um dia issoacontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe… Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz. Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas… Que a esperança nunca me pareça um "não" que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como "sim". Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros… Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento. Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão… que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim…e que valeu a pena!!!

Táh chegando o natal

Estava a procura de alguma lembrancinha para confeccionar...Olha só que eu achei!!!



Vai ficar uma gracinha


É tempo de natal

terça-feira, 18 de outubro de 2011




Peça Natalina LIÇÃO DO PRESÉPIO - Para crianças


LIÇÃO DO PRESÉPIO 

Uma criança vai arrumar a decoração natalina da sua casa. Outras crianças estão caracterizadas como elementos que compõem as cenas natalinas; Estrela, sino, anjo, bichos...A ideia inicial era colocar menos itens, mas a medida que a criança tenta desprezar, os elementos apresentam as suas defesas...
Personagens: 9 crianças entre 7 e 11 anos.


Cenário: Uma sala, na qual está se arrumando um presépio. Em cena, uma pequena mesa, uma grande manjedoura vazia, galhos de pinheiros, plantas, papéis coloridos, etc. Uma cadeira e, sobre ela um aventalzinho. Num canto, imóveis, como se fossem objetos, vária crianças fantasiadas adequadamente: de estrela, de sino, de boi, de galo, de burrinho e dois anjos.
(Abre-se a cortina. Entra uma menina bem vestida, carregando vários pacotes, como se estivesse chegando da rua. Entra apressada e coloca os pacotes sobre a mesa. Tira o casaco, veste o avental e vai dizendo:)

CRIANÇA: Hoje tirei o dia para arrumar o meu presépio. O tempo está passando e o Natal está ai! Quero ver se é preciso renovar alguma coisa e se os enfeites do ano passado ainda estão em condições de figurarem este ano. Mas ... neste Natal, acho que vou colocar menos coisas no presépio. Vou pôr só o necessário. Creio que ficará bem mais barato. No ano passado coloquei coisas demais!
(Enquanto isso, vai abrindo os pacotes e tirando de dentro os papéis coloridos. Aproximando-se das outras crianças, pega pela mão a estrela, fazendo-a dar alguns passos à frente, olha-a como se examinasse e diz:)
CRIANÇA: Aqui está esta estrelinha ...
(Imediatamente, como se estivesse acordando, a estrelinha diz:)
ESTRELINHA: Espere lá .... Eu não sou uma estrelinha qualquer. Sou a estrela dos pastores! Não me diga que vocês vai me suprimir (tirar) este ano do presépio! Sou importantíssima! Basta dizer que fui eu quem ensinou o caminho do presépio aos pastores que estavam com seus rebanhos lá nos campos... Se não fosse eu, como é que eles haveriam de chegar até Jesus? E depois, não foi só isso... Quem guiou os reis magos, lá do Oriente até Belém? E olhe: eles me seguiram direitinho até a gruta onde Jesus estava! Acha que o presépio pode passar sem mim?
CRIANÇA: Não, estrelinha dos pastores, você é mesmo muito importante e teve um grande papel no Natal! Vou pensar muito no seu caso.
(A estrelinha rapidamente passa para o outro lado. Nisso, o sino sai do lugar, colocando-se em frente à menina e diz:)
SINO: Eu sou o sino de Belém. Anunciei festivo o nascimento de Jesus. Até hoje, no Natal, toco alegremente em todas as igrejas, anunciando que Jesus nasceu novamente, em todos os corações. A música dos sinos é uma oração, que em todos os povos e em todas as raças é a mesma. Esta oração glorifica ao Deus menino que nasceu para a salvação do mundo.
CRIANÇA: É mesmo, sino. Você também deve agradar muito ao bom Deus, porque sua voz se ouve em todas as partes do mundo. É como se os corações de todas as pessoas cantassem com você um cântico de louvor a Deus. Eu admiro, sino de Belém, a sua contribuição no Natal!
(O sino fica junto da estrela, contentíssima. Vem então o galo)
GALO: E, você já viu presépio sem galo? Eu também sou muito importante. Fiquei empoleirado no alto do presépio. À noite, quando Jesus nasceu, cantei com todas as minhas forças. Cantei o meu hino mais bonito para festejar o nascimento do menino Jesus. A primeira homenagem dos bichos da terra! Muito antes dos carneirinhos chegarem, eu já estava lá. E você não sabe que todos os galos cantam à meia-noite? É justamente por isso: para lembrar que foi a hora que Jesus nasceu!
CRIANÇA: É, meu galinho, você também não pode faltar!
CORAL DE CRIANÇAS CANTA: Num berço de palha ou outra canção.
(Nisso, aproximam-se o burrinho e o boizinho.)
Os dois: E nós tivemos a grande honra de aquecer o menino Jesus.
BURRINHO: A neve caia gelada na cidade em que Jesus nasceu. E Jesus era tão pequenino. Ele não tinha agasalhos e estava tremendo de frio! Aí nós dois, com nosso bafo quentinho, aquecemos aquele menino que tinha acabado de nascer. Ele era tão pobrezinho, estava deitado numa simples manjedoura. No entanto, era o rei dos céus e da terra!
Boizinho: Naquela hora, nenhum ser humano quis dar agasalho a ele. Foi preciso que nós dois, burrinho e boizinho (cada um diz sozinho, apontando para si próprio), viéssemos agasalhá-lo.
CRIANÇA: Vocês têm razão! E eu, como menina, sinto-me envergonhada pelas pessoas que não quiseram reconhecer Jesus. Vocês fizeram muito bem. Imaginem como Maria deve ter ficado contente, quando viu vocês aquecendo o seu filho Jesus! Ela devia estar tão aflita e tão triste, por não poder dar-lhe o conforto que ele tanto merecia.... Vocês dois, burrinho e boizinho, foram muito úteis no presépio!
(Voltando-se para os anjos:)
E vocês, anjinhos?
PRIMEIRO ANJO: Nós somos da corte celeste. Representamos a alegria que houve no céu quando nasceu o Salvador. Viemos adorar a Jesus, o Deus feito gente. O nosso cântico é repetido todos os dias, a todos os momentos, em todos os lugares e em todos os cultos que são celebrados a Deus neste mundo.
TODOS ANJOS JUNTOS: “Glória a Deus nas maiores alturas e paz na terra entre as pessoas a quem Deus quer bem”.
CRIANÇA: (tristonha) Eu não sei o que fazer diante de vocês. Estou vendo, em tudo isso, que sou a que menos tem agradado a Jesus. Vocês todos fizeram tanta coisa por ele... Mas eu, até faço, de vez em quando, umas bobagens que entristecem bastante a Jesus. Estou muito triste! Até acho que não mereço preparar o presépio de Jesus!
Todos os outros entram em coro: Não diga isso!
(O burrinho aproxima-se com ar misterioso e diz:)
BURRINHO: Sabe que, de todos nós, você é a mais feliz?
CRIANÇA: (Espantada) Por que, burrinho?
BURRINHO: Porque você tem uma alma, tem inteligência e a sua vontade é livre! Você pode escolher entre o bem e o mal! Tudo quanto fizer de bom é por vontade própria. Existe coisa que agrade mais a Jesus do que isso?
CRIANÇA: É verdade! Eu sinto que, se quisesse mesmo, de verdade, eu poderia ser bem melhor do que sou....Porém, com a ajuda e a graça de Deus, vou vencer os meus defeitos e ser muito boazinha!...
(Os anjos aproximam-se e, com ar confidencial, só um fala:)
SEGUNDO ANJO: E você sabe que nós, anjinhos, até temos inveja de você?
CRIANÇA: (Espantada) Anjinho! Por que?
SEGUNDO ANJO: Porque os anjos não podem, como você, unir-se a Jesus, recebendo-o dentro de seu coração. E com ele unir-se a todas as pessoas em comunhão. Você pode desejar maior felicidade do que essa?
BURRINHO E BOIZINHO: Pode agasalhar o menino Jesus dentro do seu coração!
GALO: Por isto tudo, pode ver como você é querida pelo menino Jesus!
ESTRELA: Como a “Estrela dos pastores”, você pode anunciar também o nascimento de Jesus e guiar as outras crianças até a manjedoura de Belém, ensinando-as a amarem o nosso Senhor!
SINO: Como eu, você também pode elevar para o alto sua prece, que é mais agradável a Deus do que a voz do sino!
PRIMEIRO ANJO: E a sua vida pode ser, inteirinha, um cântico de louvor a Deus: fazendo como Jesus ensinou, cumprindo todos os dias a sua vontade e amando-o de todo o seu coração.
CRIANÇA: (pensativa) É... pensando bem, acho que vocês tem razão. Gostei muito dessa nossa conversa.... Porque me fez compreender muitas coisas.... Agora, sei como preparar o meu presépio.
Todos os outros juntos: (curiosos) Como é... nós vamos figurar?
CRIANÇA: (sorrindo) Sim, meus amiguinhos. Vou colocar vocês todos no meu presépio.
(Todos ficam alegres)
Mas.... principalmente, vou preparar muito bem o meu coração e a minha cabeça para o dia de Natal!
Vou aprender sobre a bondade, sobre a alegria, sobre a paz e sobre a justiça. Vou aprender sobre a vontade de Deus. Depois vou ajudar a quem precisa de mim. Vou distribuir alegria, paz e amor. Também vou orar bastante pelas pessoas que sofrem. E, para completar, vou esperar com vocês, cheia de alegria, a Noite de Natal. Assim, celebraremos felizes o nascimento do Filho de Deus.
(Todos se abraçam.)
Música: Num berço de palha, em noite de luz, nasceu um menino chamado Jesus.
Os anjos em festa dão glória e louvor; cumpriu-se a promessa de deus o Senhor.
Oh, vamos saudá-lo, pois veio morar conosco, na terra, aqui fez seu lar.

Reflexão...

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Num mundo de crianças atiradas pela janela, por mãos que tinham a missão de proteger,
Onde carros, guiados por mãos ferozes, despedaçam um inocente, estrada afora, sem pestanejar!De sinais repletos de anjos moribundos, que deveriam inspirar compaixão e geram medo!Mãozinhas estendidas oferecendo um produto cuja venda não supre a si próprio nem do essencial.Pezinhos descalços, olhos arregalados, nenhum vislumbre de mudança ou futuro.Olhares, sim, muitos olhares...De curiosidade, de medo, de asco, alguns de compaixão.Pseudo-programas sociais a esconder o abismo real da situação.Pseudo-planos políticos provisórios que nunca subsistem a dois mandatos e cujo intuito nunca foi aquele descrito nas pautas burocráticas. O intuito é o voto, a promulgação de imensas mentiras que manterão, tristemente, a realidade desses doces anjos. Anjos que roubam, sim, que cheiram cola, impulsionados pelo desejo da fuga da realidade.Uma realidade que nunca os acolheu, uma família que jamais existiu,Num país de faz-de-conta.Faz de conta que todos têm o que a TV anuncia.Faz de conta que o tênis anunciado não custa o mesmo que o pai do anjo recebe por mês.Faz de conta que o salário, a custo de suor e cansaço, conduções lotadas, mata a fome, mata o frio, paga o remédio.Faz de conta que um dia veremos nossas crianças todas em escolas e nosso ícone maior não será uma bela criança loira dos olhos verdes na capa da revista.Nossos anjos são morenos, pardos, negros.Jogados pela janela,correndo nas favelas, fugindo da bala nada doce.Arrastados por carros, assediados sexualmente,Tratados como qualquer coisa,menos como crianças!Que o dia das crianças não seja data no calendário. Seja dia de reflexão.O que estamos fazendo com nossas crianças?(Profª Liza - Espaço Educar)

Dia da Árvore,Semana nacional do trânsito e Início da primavera-Exposição

sábado, 24 de setembro de 2011

painel da primavera


painel com as fotos dos alunos

painel do dia da árvore da Tia Fátima(jardimI)



21 de setembro dia da Arvore(2 e 3 ano)tia Fran

Tia Rô com sua árvore


Lembrancinhas da exposição da primavera tia Fátima









A exposição da primavera,foi um sucesso!!!As crianças encenaram uma peça vestidas de fadas "NO REINO DA SINALIZAÇÃO" onde foi abordado o tema Nosso Trânsito.Mediante a tantos casos de violência,nossos pequenos mostraram que se aprende desde pequeno.

É Primavera

quinta-feira, 22 de setembro de 2011





Aqui tem algumas sugestões de lembrancinhas para fazer:

 ESCOLA

Escola é...
O lugar onde se faz amigos
Não se trata só de prédios, salas, quadros,
Programas, horários, conceitos...
Escola é, sobretudo, gente,
Gente que trabalha, que estuda,
Que se alegra, se conhece, se estima.
O diretor é gente,
O coordenador é gente, o professor é gente,
O aluno é gente.
Cada funcionário é gente.
A escola será cada vez melhor
Na medida em que cada um
Se comporte como colega, amigo, irmão.
Nada de “ilha cercada de gente por todos os lados”.
Nada de conviver com as pessoas e depois descobrir
Que não tem amizade a ninguém
Nada de ser como o tijolo que forma a parede,
Indiferente, frio, só.
Importante na escola não é só estudar, não é só
Trabalhar,
E também criar laços de amizade,
É criar ambiente de camaradagem,
É conviver, é se “amarrar nela”!
Ora, é lógico...
Numa escola assim vai ser fácil
Estudar, trabalhar, crescer,
Fazer amigos, educar-se,
Ser feliz.

(Paulo Freire)

Início da primavera


      Florzinha com copo descartável.


Já fiz estas flores uma vez com uma turminha minha e ficou muito bonito, fizemos um jardim pelas paredes da escola.
Peça as crianças para pintarem o copo descartável pela parte interna, depois de seco, é só ir rasgando o copinho para formar as pétalas, coloque um palito de churrasco no fundo do copo pela lateral, como na foto 

Dia da Árvore-21 de setembro

Oba!!!!Estou participandooo!!!!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

SORTEIO
Participe também
O blog irá sortear no dia 20/04 uma linda boneca 3D em uma caixa de mdf (35x20). Eu quero !!!!!!!!!!!!!!!!